• Texto Victor Silva

Renata Melo: Nunca é tarde demais para dançar


A bailarina Renata Melo, 27 anos, nasceu em Recife (PE), mas veio ainda criança para Campina Grande (PB). Desde pequena sempre quis dançar mas devido ao elevado custo do ballet iniciou sua carreira somente aos 16 anos. Isso lhe trouxe dificuldades pois o começo tardio de sua trajetória no ballet exigiu um maior esforço para adaptação de seu corpo,diferentemente das meninas que começam desde cedo e tem a adaptação corporal bem mais natural.

"Meu desejo era começar desde criança, mas meus pais não tinha condições de me colocar em escolas caras de ballet. Foi quando fiquei sabendo de um teste para ganhar bolsa integral, me esforcei e consegui. Com 16 anos comecei o ballet em uma turma de crianças de 9, 10 anos mais ou menos, me dedicava muito e acabei crescendo mais rápido", relembra ao narrar sua história de esforço e dedicação.

Confira fotos no slide show:

Em pouco tempo, Renata passou de aprendiz a professora. "Eu comecei no ballet com 16 anos e já comecei a dar aula aos 18", conta.

A dança ocupa um papel central na vida de Renata. "A dança hoje significa meu trabalho, um tanto de lazer porque amo o que faço é uma forma de ganhar meu dinheiro, significa educação, disciplina e tudo o que envolve conhecimento", relata.

Atualmentete, Renata acumula vasta experiência na dança e concilia o processo de conclusão do curso de fisioterapia com o trabalho de professora de ballet no Palácio das Artes Suellen Carolini em Campina Grande-PB.

Locação: Teatro Municipal Severino Cabral (Agradecimentos Erasmo Rafael, Zita Almeida e Beatriz Vieira)

Texto: Victor Silva.

Fotos: Henrique Lima, João Everson e Jason Norte.


Supervisão Editorial: 

Rostand Melo (DRT-PB 2717)

coletivof8.foto@gmail.com

Projeto de extensão - cota 2019/2020

Edital nº 02/2019 - PROEX/UEPB 

Decom2.png

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados

Logo Coletivo F8 criada por: Alexandre César.

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados