• Texto: Alan David e Alexandre Cesar

Da palha de Boqueirão à cozinha dos campinenses: o Milho se destaca no mês de junho


O São João é celebrado no dia 24 de junho, com a proximidade do feriado, os comerciantes da Feira Central de Campina Grande se preparam para a intensifica entre essa semana e a próxima, a procura aumenta devido a tradição de se fazer comidas a base de milho para celebrar o dia do Santo.

Os feirantes já se preparam para a demanda de venda de milho que começa com a proximidade das festividades juninas, recebendo o produto das cidades circunvizinhas, como Boqueirão, Serra Redonda e de cidades do brejo paraibano, o produto ainda aparece de forma tímida nas feiras de Campina.

Quem quiser garantir o milho com antecedência terá que andar um pouco pelo local para encontra-lo. A feirante Elizabete Calixto, que possui uma banca de frutas e verdura na feira central da cidade há mais de 40 anos, diz que, por mais que o inverno tenha sido muito bom, a produção de milho foi menor que no ano passado e que ela só aumenta após o período junino:

“Estamos vendendo, tá começando essa semana, a gente tá vendendo já. Esse ano vai ser mais pouco milho, o inverno foi bom, mas vai ser mais pouco. Não chega a tempo, vai chegar no tempo dele, vai chegar depois (do São João)”.

Quando questionamos sobre a procura, Dona Elizabete diz que está começando agora, já que as pessoas costumam produzir as comidas de milho quando o feriado está mais próximo:

“É, vai melhorar agora essa semana, tem gente que compra pra fazer (as comidas de milho) no começo, uma semana antes, tem gente que deixa pra fazer essa semana”.

Por mais que o grão ainda esteja aparecendo com uma certa timidez nas feiras, o preço não está tão diferente de como foi vendido no ano passado, Ancelmo Calixto, também feirante, filho de Dona Elizabete, diz que o valor pode ser negociado com o freguês, a mão de milho (50 espigas) está saindo com média de valor de 35 reais.

Encontramos Dona Lúcia Figueiredo, consumidora e ao ser questionada sobre a expectativa para o São João, ela diz que está ansiosa e que sua expectativa é muito grande, amante de comidas juninas, ela prefere comprar o milho para fazê-lo cozido e as comidas mais trabalhosas de serem feitas ela opta por compra-las prontas. Ela considerou o preço da mão de milho bom, mas que pode melhorar.

“ [...] Tá, tá razoável. Vai melhorar.”

#milho #sãojoão #comidatipica #junho

Supervisão Editorial: 

Rostand Melo (DRT-PB 2717)

coletivof8.foto@gmail.com

Projeto de extensão - cota 2019/2020

Edital nº 02/2019 - PROEX/UEPB 

Decom2.png

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados

Logo Coletivo F8 criada por: Alexandre César.

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados