• Daniele Andrade, Dandara Barbosa, Estevão Barbosa

De Bar em Bar: O que está no gosto da galera e cabe no bolso


Há quem pense que a noite de Campina Grande, cidade do maior São João do Mundo, ganha movimentação e alegria apenas no período junino. Porém, encontramos de conveniências a bares, um público que, em meio à rotina de estudo e trabalho, arruma um tempo para ir ao seu lugar preferido, se divertir com amigos e jogar conversa fora.

Visitamos bares que além de ter sua própria característica, são escolhidos por ter um diferencial maior, o preço acessível.

Nossa primeira parada foi no Pub e Conveniência Rota Universitária. Os estudantes contam que escolheram o local pela praticidade de chegar até ele e também por ser perto das universidades (UEPB e UFCG). Consideram o Rota como “um bar onde se encontra todo mundo” diz estudante Fabrício, 25 anos, e além disso, um bom ambiente, ainda que o local tenha um espaço pequeno. Para eles, muitas vezes a falta de lugar não é um problema que os façam deixar de ir ao estabelecimento.

Apesar de ser uma cidade pequena e pacata, preço acessível, comida boa, litrão barato e gente bonita não estão em falta. O Bar do Nilson - point da sexta-feira - localizado muito perto do Parque do Povo, onde acontece o Maior São João do Mundo, tem um público variado e logo é possível encontrar colegas de trabalho ou colegas de universidade relaxando após o expediente.

Fidelizado em decorrência da qualidade do serviço, os entrevistados contam que desde o atendimento até o brigadeiro na hora da saída, a satisfação é garantida e o retorno já é certo. O cliente Rodrigo, 34 anos, conta que tem uma certa afinidade com o lugar, porque na maioria das vezes “encontra os crushs dando sopa”. No caso do Matheus, de 21 anos, ele considera “um bom ambiente para conversar com os amigos e paquerar”.

Outro estabelecimento visitado que é conhecido por uma variedade de espetos e sua cerveja gelada, foi o Pit Stop Espetu’s. O bar é localizado na Avenida Floriano Peixoto. Por incrível que pareça, entrevistamos pessoas que estavam indo ao referente local pela primeira vez, e segundo eles, só elogios. Porém, nem tudo é perfeito, os clientes relataram que mesmo o bar tendo todos pré-requisitos, o público fica muito vulnerável por ser um ambiente aberto.

Os três estabelecimentos, com seus próprios charmes, recebem e abastecem uma população que sente a necessidade de contato humano. Seja a juventude abarrotando uma pequena loja ou o futebol passando numa TV enquanto os “tiozões” descem aquela gelada com espetinho de coração, Campina Grande tem uma multitude de cantinhos para agradar a quem procura.

Confira mais imagens no slideshow:

FICHA TÉCNICA:

Fotografia e Reportagem: Daniele Andrade, Dandara Barbosa, Estevão Barbosa, Isabella Alves, Maryana Teles

Pós-produção: Estevão Barbosa e Maryana Teles

Monitoria: Carla Miranda

Supervisão Editorial: Rostand Melo

#Fotojornalismo #bares #vidanoturna #universitário #diversão #lazer #entretenimento

0 visualização

Supervisão Editorial: 

Rostand Melo (DRT-PB 2717)

coletivof8.foto@gmail.com

Projeto de extensão - cota 2019/2020

Edital nº 02/2019 - PROEX/UEPB 

Decom2.png

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados

Logo Coletivo F8 criada por: Alexandre César.

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados