• Por: Arnaldo Neto, Maryana Teles, Stella Costa

Moda anos 1960: A atitude que perdura


Atitude, liberdade e estilo. Quem não lembra dessas palavras ao mencionar “Moda anos 60” na cabeça? Roupas leves e cheias de elegância, cores e estampas vivas, além de muito charme, que permitem fazer de uma peça simples, o ponto chave para a sofisticação. Quem não gosta de bandanas, óculos escuros ou echarpes? Com um bom olhar, você perceberá que a inclusão dessas peças pode fazer toda a diferença.

Os anos 60, com certeza, foram anos malucos. A liberdade e alegria estavam refletidas nas estampas das peças de roupa. Mesmo com um estilo eclético, esse período trouxe muitas referências e heranças visuais de épocas anteriores, o que marcou uma variedade de tendências e formas. Indo do visual Hippie ao Black Power, movimento que começava a ganhar força e que também teve sua parcela de participação no vestuário da época.

Talvez a palavra da vez fosse “Liberdade”, fruto da extrema popularidade das discotecas e artistas em geral. A atitude dos jovens completava a pluralidade de estilo e dava forma a tudo.

Considera por muitos, uma rebeldia. Por ter sido o ano da ruptura com o estilo mais formal, e principalmente quando lembra-se da roupagem das mulheres, sempre mais “recatadas”, saias e vestidos que precisavam cobrir os joelhos. E como em uma reviravolta, surgiram os vestidos e saias cubinho, que deixavam as pernas à mostra. Os vestidos rodados, botas de cano alto, biquínis hot pants, minissaias, jaquetas de couro que podiam ser usadas tanto por homens como por mulheres, o usar e abusar das cores, especialmente das estampas de bolinhas, e por ultimo e não menos importante, as franjas que fizeram sucesso, e houve uma grande “epidemia”.

E para quem diz que as estampas de bolinhas ou as saias rodadas ficaram ultrapassadas com o tempo, está enganado. A moda entre os estilistas é a reciclagem de estilos, mas sempre trazendo uma nova roupagem, um detalhe que diferencia um pouco, para assim marcar outros tempos, de forma única. O retrô está sempre em alta e se refaz, como um retrô chique, um novo estilo pin-up, que abusa de maquiagem, saias rodas e calças flare, que voltaram com tudo.

São aqueles hits da década de 1960 que perduram no guarda roupa de muitas pessoas até os dias de hoje, sempre se aperfeiçoando. Porém, mantendo a essência de que as essas, sobretudo as mulheres, podem usar o que quiserem.

FICHA TÉCNICA

Reportagem: Arnaldo Neto; Stella Costa

Fotografia: Arnaldo Neto; Maryana Teles; Stella Costa

Edição de imagens: Maryana Teles

Modelos: Arnaldo Neto; Maryana Teles

Monitoria: Carla Miranda

Supervisão Editorial: Rostand Melo

Supervisão Editorial: 

Rostand Melo (DRT-PB 2717)

coletivof8.foto@gmail.com

Projeto de extensão - cota 2019/2020

Edital nº 02/2019 - PROEX/UEPB 

Decom2.png

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados

Logo Coletivo F8 criada por: Alexandre César.

© 2018-2020 Coletivo F8

Todos os direitos reservados