• Coletivo F8

O primeiro abraço: análise da foto premiada no World Press Photo


Fotógrafo: Mads Nissen - Politiken/Panos Pictures

A fotografia intitulada de The First Embrace (o primeiro abraço), representa uma imagem real de afeto em tempos de pandemia entre a enfermeira Adriana Silva e a paciente Rosa Luzia, da casa de repouso Viva bem, em São Paulo-SP.


O fotógrafo dinamarquês Mads Nissen captou o momento exato de um abraço que representa um marco em que o Brasil enfrenta a pior crise sanitária do país. A foto, em cores, foi registrada no dia 05 de agosto de 2020 para a agência Panos Pictures e para o jornal dinamarquês Politiken e recebeu o prêmio de World Press Photo, uma organização sem fins lucrativos fundada em 1955 em Amsterdã, que transforma narrativas em fotojornalismo.



Em 2020, todas as casas de repouso do país fecharam as portas para visitas, deixando apenas os cuidadores isentos tendo o contato mínimo com os idosos. A “cortina do abraço” foi uma invenção da casa de repouso numa tentativa de aproximar familiares, moradores e cuidadores do lar depois de tanto tempo sem contato, permitindo que eles pudessem se abraçar novamente sem nenhum risco. The First Embrace é uma foto notícia e documental de uma extrema relevância social e política, gerando emoção e despertando, no leitor, o sentimento de esperança, apesar do triste momento do seu registro.


Confira mais imagens da sequência no slideshow:


A apresentação da fotografia é composta em plano médio curto por elementos que fazem alusão a um par de asas na idosa através dos revestimentos de plástico, além da composição e edição das cores, que em conjunto, conseguem passar uma mensagem, atravessando o imaginário e a realidade em um único retrato. Assim, em muitas ocasiões as imagens têm mais impactos do que as próprias palavras (SOUSA, 2002).


Identifica-se o gênero fotográfico da foto em questão como Features de interesse humano

(SOUSA, 2002), pois houve uma produção detalhada para captar a imagem. O fotojornalista

utilizou momentos específicos e únicos do abraço entre as duas pessoas, onde os elementos

são complementares em si, trazendo um material completo que só necessita de uma pequena

legenda para entender o contexto.


Além disso, ela também apresenta traços artísticos, não sendo uma foto crua, sem trabalhos de edição. Segundo Jorge Pedro (2002), o que caracteriza esse estilo de fotografia, é justamente essa esfera artística e estilística, onde o fotógrafo captura uma imagem incomum e cheia de força, atraindo imediatamente o leitor.


Do ponto de vista ético, a foto atende aos critérios de respeito e valorização dos personagens envolvidos, diferentemente de imagens que produzem sofrimento ou violência, apesar de ter sido feita no contexto da pandemia.


O trabalho dos fotojornalistas no período da pandemia têm sido além de desafiador. É uma linha ténue entre registrar momentos importantes e pôr a vida em risco com a contaminação. É levando em consideração também o fato de não ter a mesma liberdade imagética de adentrar em certos lugares ou contextos, que possuem maiores

restrições.


Fotógrafo Mads Nissen por Morten Rode

FICHA TÉCNICA:

Análise e texto: Emilly Amorim

Supervisão editorial: Rostand Melo

16 visualizações0 comentário