top of page
  • Coletivo F8

“Arretadas”: alunas de Jornalismo da UEPB apresentam exposição fotográfica

Atualizado: 14 de jun.

Débora Andrade, Jade Rocha, Micaela Nogueira, Ester Vasconcelos, Elisa Bernardo, Bruna Messias e Gabryele Martins. Foto: Jean Medeiros.

A beleza dos festejos juninos é o tema central da exposição fotográfica “Arretadas”, que apresenta ao público imagens produzidas por seis alunas do curso de Jornalismo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). A exposição fica em cartaz durante todo o mês de junho no hall de entrada do Mundo Plaza Mall, edifício empresarial localizado às margens do Açude Velho, em Campina Grande.


Ao todo são 15 fotografias, coloridas e em preto e branco, impressas em MDF no tamanho 60x50cm. Quadrilhas juninas, fogos de artifício e artistas nordestinos estão entre os temas retratados nas imagens selecionadas, exaltando a cultura popular através de cliques de momentos do Maior São João do Mundo. A exposição está vinculada aos projetos de Extensão “Repórter Junino” e “Coletivo F8”, do Departamento de Comunicação Social da UEPB.


As autoras das fotografias são as estudantes Bruna Messias, Débora Andrade, Elisa Bernardo, Gabryele Martins, Jade Rocha e Micaela Nogueira. O nome “Arretadas” reflete o protagonismo feminino na exposição e foi atribuído pela fotógrafa e jornalista Ester Vasconcelos, idealizadora do projeto e responsável pela curadoria das imagens. Ester também é egressa da UEPB.


Os trabalhos são uma amostra da cobertura fotográfica do São João do ano passado, em que todas participaram e demonstraram os seus talentos na área da fotojornalismo do “Repórter Junino”, coordenado pelo professor Fernando Firmino.


"Essa exposição é uma oportunidade para que outros públicos possam conhecer o belíssimo trabalho das fotógrafas do curso de Jornalismo durante a cobertura do São João e da cultura popular. Muitos talentos têm sido revelados dentro da equipe de fotografia do projeto, com um olhar sensível e diferenciado que se reflete nas fotos. É gratificante ver o resultado materializado nessa exposição”, avalia Firmino.


Conheça as autoras na galeria de imagens:


AUTORAS

Micaela Nogueira, uma das estudantes que teve as suas fotografias expostas, foi ao Plaza Mall prestigiar o seu trabalho e o das colegas, e falou sobre o sentimento de felicidade que esse momento lhe proporcionou: “Olha, a sensação é muito boa de ver o meu trabalho reconhecido. Fotografia impressa é outra coisa e o trabalho que fiz ano passado para o Repórter Junino ainda está rendendo, e as pessoas estão gostando muito. Fico feliz de ver o meu trabalho aqui”, revela.


Bruna Messias já participou dos dois projetos e considera que a exposição é um estímulo para a carreira profissional. “Sinto-me muito feliz e grata por ter meu trabalho reconhecido, assim como fico feliz de saber que outros estudantes de Jornalismo também tiveram essa oportunidade. Isso evidencia ainda mais o potencial que nosso curso tem na fotografia e em diversas outras ramificações dessa área que sou completamente apaixonada”, salientou.


Gabryele Martins, integrante do Repórter Junino pelo segundo ano consecutivo, relatou a felicidade em ter o seu trabalho reconhecido e valorizado: “Pra mim foi uma felicidade muito grande saber que tenho uma foto que eu fiz numa exposição, sabe? Acho que às vezes a gente não tem noção do impacto que tem aquilo que a gente constrói na Universidade até algo assim ocorrer. É gratificante porque é fruto de muito empenho. Fico contente em saber que estou no caminho certo”.


Quem também marcou presença na exposição foi o professor Rostand Melo, coordenador do Coletivo F8. Admirado pelas belas imagens, ele destacou o orgulho que sente das alunas: “Bate um orgulho danado, porque a gente acompanha a trajetória de cada uma delas, vê o esforço e a dedicação no dia a dia. São imagens que vão além da beleza estética, pois entregam ao público conteúdo e informação”, analisa


Ele também ressaltou o formato da exposição pode estimular novos olhares: “A experiência de contemplar uma fotografia impressa em formato maior é diferente do consumo em telas, onde o excesso de imagens circulando nas redes sociais faz com que a gente não tenha o mesmo nível de atenção. O formato da exibição das imagens também valoriza o aspecto artístico dos registros fotográficos, indo além do factual da cobertura jornalística”.


Confira todas as fotografias que integram a exposição:



REPERCUSSÃO

Logo disposta na entrada, a exposição capta a atenção de quem entra. “Eu achei muito bacana e bonita a exposição porque mostra a nossa cultura, né? Mostra o que é ser nordestino de verdade”, relatou Marcos Vinícius, 23 anos, que foi o prestigiar o evento Arraial do Plaza, que está sendo realizado todas as sextas-feiras de junho, a partir das 18 horas.


Mas, por um motivo em especial, as fotografias das quadrilhas deixaram Marcos bastante emocionado, isso porque em 2018 ele foi quadrilheiro da Cestinha de Flores, chegando a competir no Parque do Povo. “Eu já fui quadrilheiro e sei como é ter o sentimento de dançar quadrilha. Fiquei bastante emocionado”, destacou. 


Ester Vasconcelos, assessora de Marketing do Plaza Mall, destacou a importância de trazer exclusivamente fotografias de estudantes da UEPB: “Os alunos nem sempre têm a oportunidade de expor seu trabalho de forma tão precisa, tão ampla. Então, nós pensamos nesse sentido de trazer a importância das contribuições dos alunos que serão os jornalistas de amanhã e, dessa forma, valorizar ainda mais o curso de Jornalismo da UEPB”.


Serviço

Exposição Arretadas (fotografia do São João)

Mundo Plaza Mall, Rua Paulo de Frontin, nº 55 – Centro (ao lado do Carrefour) 

Funcionamento: durante todo o mês de junho de 2024

Horário de visitação: aberto das 9h às 22h


Programação do Arraial do Plaza Mall acontece em todas as sextas-feiras de junho. Foto: Rostand Melo
 
Expediente

Reportagem: Thaylanny Almeida 

Supervisão editorial: Fernando Firmino e Rostand Melo

Agradecimento: Mundo Plaza Mall

32 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page