top of page
  • JHONY MEDEIROS DE MENEZES

De Piancó para o mundo do Jornalismo: a trajetória de Orlando Ângelo


Professor Orlando Ângelo. Foto: Lara Luna

Orlando Ângelo da Silva, Jornalista, formado também em Direito, natural da cidade de Piancó-PB, ex-assessor administrativo da prefeitura de sua cidade natal, deixou para trás o seu emprego e a região onde nasceu, para se dedicar ao seus estudos e se formar no curso de Jornalismo em 1982 pela então Universidade Regional do Nordeste (URNE), instituição que depois viria a se tornar a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).


Antes de realizar o vestibular para Jornalismo, Orlando relata que, prestou vestibular para o curso de Engenharia Civil e que só sentiu interesse de cursar Jornalismo depois que recebeu uma carta do seu primo, onde ele falava sobre o curso e algumas matérias, e quando viu a matéria de jornalismo impresso e jornalismo radiofônico, se apaixonou e decidiu seguir a carreira.


O seu primeiro trabalho como jornalista foi na CECOM Estadual (Conselho Estadual de Comunicação Social), como rádio repórter e logo após se transferiu para o Jornal A União, onde iniciou sua carreira com o jornalismo impresso.


Mas, no início, Orlando fala que não foi muito fácil conciliar o seu trabalho com a sua família, pelo fato que trabalhava em dois locais e o seu tempo era muito corrido. Mesmo com todo essa correria, Orlando não desistiu do seu objetivo. Sua esposa Eliane Alves, que também era jornalista profissional, fazia questão em estar sempre do ao lado o apoiando, pois sabia que era o seu sonho.



"O que vale é estar no batente todos os dias, é estar conhecendo pessoas, é estar descobrindo fatos para contar histórias, é servir a sociedade".


Para Orlando, o jornalismo é uma profissão apaixonante, pois quando começa, você não se importa com o valor que vai receber, seja pouco ou muito, que o que vale mesmo é descobrir fatos, conhecer novas pessoas e servir a sociedade como um todo, pois o jornalista é o principal agente social, pois ele busca saber o que estar errado para que as autoridades tomem providências.


Sua referência na profissão, é o jornalista Chico José, relatando que conseguiu aprender bastante com ele. Orlando considera Chico um homem extremamente inteligente e que não aceitava nenhum desvio na profissão. Infelizmente, Chico José morreu no dia 25 de maio de 2023. Natural do Crato-CE, Chico veio para Campina Grande e há cerca de 45 anos atuava na imprensa, onde passou pelo Jornal da Paraíba, Diário da Borborema e Correio da Paraíba. Também foi professor da UEPB e assessor da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).


A trajetória do jornalista que inspira professor Orlando também já foi contada pelo Coletivo F8, confira aqui.


Mais imagens do ensaio com Orlando Ângelo no slideshow:



Para ser professor, prestou concurso duas vezes, sendo aprovado nos dois. Mas só conseguiu a classificação na segunda tentativa, no ano de 1987. Até hoje, está atuando como professor do Departamento de Comunicação Social da UEPB, onde exerce atualmente o cargo de coordenador do curso de Jornalismo.


Mesmo com toda a sua experiência, como professor, Orlando conta que sempre sente um friozinho na barriga. No primeiro dia que deu aula, ele conta, que estava mais nervoso que os seus alunos e que antes de sair, sua esposa fez um chá de camomila. O que facilitou para Orlando foi o fato de que já possuía experiência no fazer jornalístico, pois sempre nas suas aulas, ele apresentava exemplos de como era o dia a dia de um jornalista.


Foto: Tafanny Izabel
 

FICHA TÉCNICA:

Fotografia e reportagem: Jhony Medeiros, Lara Luna, Tafanny Izabel

Pós-produção: Lara Luna, Tafanny Izabel

Supervisão Editorial: Rostand Melo

Locação: UEPB (Universidade Estadual da Paraíba)

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page